31 outubro, 2011

O cigarro e o câncer de laringe, uma combinação que acontece em 90% dos casos com o mesmo problema do ex-presidente Lula.

O câncer de laringe, que acomete o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, atinge cinco homens para cada mulher. A maioria dos pacientes fuma, e a bebida alcoólica ajuda a agravar ainda mais o quadro.

L A R I N G E – Sua função é carregar o ar da respiração até o pulmão, produzir a voz e impedir que os alimentos entrem nas vias respiratórias.

Pare de FUMAR, o cigarro causa vários tipos de CÂNCERPara quem fuma qualquer tipo de tabaco – hábito mantido por um terço da população adulta, o risco de câncer de laringe é 5 vezes maior. E as chances aumentam entre 8 e 11 vezes para indivíduos que fumam cigarro industrializado, de palha ou cachimbo. O ex-presidente Lula parou de fumar recentemente, mas manteve esse vício por décadas.

O cigarro contém cerca de 5 mil substâncias químicas, das quais mais de 40 são cancerígenas. O contato repetido do tabaco agride as células e, mesmo se você não fuma, fique atento: basta respirar continuamente a fumaça dos derivados do tabaco para que sejam apresentados sintomas de irritação nasal, oculares e da garganta. Além disso, os fumantes passivos apresentam risco de desenvolver as mesmas doenças que os fumantes, como câncer e problemas cardiovasculares.

Os benefícios de parar de fumar, porém, são evidentes:

- Risco de câncer de laringe: 15 anos sem fumar é igual ao de quem nunca fumou
- Risco de câncer de boca: 10 anos sem fumar é igual ao de quem nunca fumou
- Risco de câncer de pulmão: 20 anos sem fumar é próximo ao de quem nunca fumou

O álcool também aumenta a probabilidade do tumor:

- Risco 4 x maior: para quem bebe um copo de cerveja por semana
- Risco 6 x maior: para quem bebe dez doses de cachaça por semana
- Risco 10 x maior: para quem bebe dez doses de uísque por semana