21 maio, 2012

Ao desativar malware, FBI pode tirar do ar 100.000 modems DSL (Velox, NetSuper, Speedy, BrTurbo, etc…)

Paul Vixie, um dos pioneiros da Internet e autor original de vários componentes do Unix, trouxe a público uma questão que pode interessar a muitos usuários de modems DSL: no próximo dia 9 de julho, o FBI deverá desativar os servidores DNS cuja administração ele “herdou” após a operação que prendeu os responsáveis pelo malware DNSChanger, que os usava como parte do seu esquema de sequestrar conexões para redirecioná-las a sites maliciosos.

Modens Tecnologia ADSL  -  VeloxEmbora tenha havido um esforço concentrado para que os usuários de Windows afetados reconfigurem suas configurações de DNS a tempo, há mais um elemento nesta questão: há pelo menos 100.000 modems DSL que também foram afetados pelo mesmo malware e que, se não forem reconfigurados a tempo, poderão sair do ar quando estes servidores DNS que foram inseridos em sua configuração pelo próprio malware pararem de funcionar.

Paul Vixie deu o alerta, e informou que determinadas operadoras já estão colocando no ar planos de contingência para simplesmente substituir os modems de quem ficar fora do ar subitamente neste dia. Outras estão usando métodos de detecção da infecção e entrando em contato com os usuários potencialmente afetados.

E se você tem um modem ADSL, talvez valha a pena dar uma olhada na configuração de DNS dele e ver se confere com o do seu provedor ou o que você prefere usar, como o DNS do Google ou o OpenDNS.

Fonte: BR-Linux